quinta-feira, 29 de novembro de 2007

O Segredo de Maria

(Ainda no acampamento)
Os dias ia passando e juntos fazia-mos nossas vidas, partilhávamos nossas tarefas e contávamos uns aos outros nossas experiências e nossas vivências, todos tínhamos algo para contar, todos já havíamos vivido vidas e muitas experiências, umas boas outras más, mas todos tínhamos algo que desejávamos falar, partilhar, alguns se sentiam um pouco menos à vontade, mas logo, logo acabávamos falando algo.
Mas, nem todos éramos iguais, nem todos reagíamos igual, e aí é que está a beleza, pois com a maturidade que íamos ganhando íamos aprendendo que todos temos o direito à vida e todos temos o direito de errar e de nos aceitar-mos uns aos outros, tal como somos.
Foi num final de tarde que tudo aconteceu, Maria, tinha seu jeito muito peculiar de viver, de ser de estar, era já uma senhora com alguma idade, mas nem por isso com menos energia que os outros, mas toda a sua vida havia “comandado” por assim dizer um exercito de gente, havia tido uma carreira maravilhosa da qual se orgulhava, um marido maravilhoso que sempre estava a seu lado em todas as horas, e uns filhos muito desejados e amados, enfim, uma vida comum, mas uma vida cheia de emoções. Maria apesar de já não ter junto dela seus filhos nem estar mais a trabalhar, pois havia se reformado, continuava com aquele jeito meio engraçado (para uns) e aborrecido para outros de tudo fazer como se ela fosse no comando de tudo, afinal ela tinha experiência de levar tudo bom porto e de tudo fazia para proteger todos de tudo, mas aqui Maria por vezes se sentia frustrada, pois mesmo tentando comandar todos sempre havia algum que não se sentia bem com sua maneira de estar, mas por alguma educação todos nos deixávamos levar um pouco por ela.
Maria não o fazia por mal, afinal, havia sido assim quase toda a sua vida, e tinha tido bons resultados, seus filhos haviam crescido e se tornado bons homens e mulheres e bem sucedidos, no seu trabalho ela havia dado de tudo para deixar sempre bem, e o deixou, deixou a disciplina e a maravilhosa crença de que tudo se pode alcançar se levado com orientação e força de equipe, e estes foram alguns uns dos legados que ela se orgulhava.
Hoje, Maria precisava de mais, e sabendo que tinha direito à FELICIDADE, ao AMOR, à HARMONIA e à PAZ, ela havia aceitado mais este desafio de começar uma nova jornada, uma jornada que a levasse a ter tudo isso ainda mais, pois sabia que tinha direito e que também tinha ainda muito para dar aos outros. E assim foi, após um grande desgosto Maria voltava a percorrer novos caminhos na vida, mas com ela guardava um segredo, a razão que a levava todos os dias a se afastar de nós por breves momentos, mas muitos não reparávamos, ou simplesmente deixávamos, afinal, era assim que ela era.
Num final de tarde quando todos nos juntávamos perto de uma fogueira para nos aquecermos e juntos falarmos, rir-mos e orar-mos, lá estava Maria contando, ela sempre fazia isso, contava quantos éramos e se faltava alguém, logo Maria exclamava:
Estamos todos, ou simplesmente está faltando um, onde anda, o que está fazendo, será que não vê que esta é a altura que devemos estar todos juntos, que é quando nunca nos devemos separar?
Isto por vezes irritava alguns.
Mas naquele final de tarde, quem faltava, era Gabriel, e ela se preocupou muito, pois ela sabia que não era seu jeito chegar atrasado a nada e muito menos desaparecer sem nada dizer, nessa altura Maria ficou de tal modo preocupada, que começou buscando por todos os sítios, e nos fez procurá-lo em todos os lugares possíveis e imaginários, e mesmo assim Gabriel não aparecia, porque seria?
Ela conhecia Gabriel fazia mais de 50 anos, uma vida, e naquela altura tudo parecia desabar, mas nem por isso deu parte fraca, não era de seu feitio assim ser. Pediu-nos que continuasse-mos procurando por ele e assim o fizemos, até que já ia tarde na noite e muitos haviam regressado ao acampamento, mas não estavam precupados, porque será?, sim porque será que muitos de nós estávamos em PAZ com tudo isso?
Até que um nós exclamou:
Maria, Maria…
Mas Maria não ouviu, ela estava de tal forma preocupada com Gabriel que não escutava nada, e se afastava cada vez mais do acampamento em busca de Gabriel.
No acampamento todos exclamavam:
Mas porque ela busca por ele assim?
Quem é ele?
Como é ele?
Algum de vós sabe dizer?
Naquele momento já íamos ficando preocupados com Maria, mas algo nos detinha no acampamento, a falta de nos organizarmos como um grupo de busca, como íamos fazer para procurá-la, para a encontrar-mos?
Maria fazia muita falta, ela tinha em si um espírito guerreiro e lutador, mas hoje era ela que precisava de ajuda, pois estava desorientada e quem era esse Gabriel?, que a levava a ficar assim?
Já cansada, mas não vencida Maria se deteve perante uma clareira, e olhando bem viu um clarão de LUZ brilhando, olhou e com lágrimas no rosto e viu, era Gabriel que ali estava à sua espera, queria falar-lhe, queria dizer-lhe muita coisa, mas Maria não aguentou e pela primeira vez desde há muito tempo chorou e lhe perguntou:
Gabriel porquê?
No acampamento todos já estávamos prontos para procurá-la, mas mantinha-se uma questão, quem era Gabriel?, sim quem era Gabriel?
Mas com essa pergunta em nossa mente, procurá-mo-la até que vimos algo de muito belo, algo que nunca olhos alguns haviam visto.
Estávamos perante algo de tão belo e emocionante que todas as perguntas de quem era Gabriel ou quem era ele, se desfizeram naquele momento.
Sem nos ver Maria se abraçou a Gabriel e chorando apenas lhe perguntava na sua voz soluçando:
Porquê, meu amor, porquê…?
Porque te vais, sabes o quanto preciso de ti, sabes que sem ti não sei viver, sabes que foste meu grande e único amor, sabes ainda que não me podes deixar, não agora, peço-te…
Gabriel lhe respondeu:
Maria meu amor, foram 50 anos de um grande amor que nunca esquecerei, e se naquela tarde parti foi porque era chegada minha hora, foi porque ELE me chamou, e se depois voltei, foi porque te amo muito e não suportei ver-te chorar, eu sei que de forte te fizeste, que alegras-te o coração de nossos filhos, e lhes explicas-te minha partida, mas sei que teu sofrimento era grande demais e meu também ao te ver assim naquela maneira, logo tu, meu amor que sempre foste uma alma grandiosa e feliz. Foi por isso que regressei para te acompanhar por mais um tempo e te ajudar a encontrar um novo rumo…
Mas Gabriel que farei novamente sem ti?
Maria, meu amor tua vida continua aqui até ao dia em que Deus te chame para junto Dele e de mim, até lá acredita que jamais te abandonarei, estarei junto a ti, a teu lado tal como nestes anos todos que vivemos juntos, mas meu amor, não posso mais aqui ficar assim, não parto, apenas deixarás de me ver com esses olhos lindos, mas me sentirás, e tua alma estará sempre junto com a minha, elas continuarão sempre unidas, agora Maria, não chores, arregaça as mangas e mãos ao trabalho, tens muito ainda para dar, tens muito para oferecer e receber. Teus companheiros de jornada estão ali à tua espera, vai, vai para junto deles e sê FELIZ, continua a AMAR e a ser GRATA por tudo.
Um dia nossas almas voltarão a estar unidas para todo o sempre!!!
Nós ali olhando tal amor, tamanha beleza e atónitos com tudo, nos olhámos, e um de nós exclamou:
Então…
Maria, falou:
Sim, meus lindos, este era o meu segredo, o Gabriel, o meu grande amor, acreditem, sempre pensei que todos o viam.
Não, Maria, somente tu meu anjo, pois era por ti que ele estava aqui.
Sim, acredito agora que sim, e sei que ele onde quer que esteja está bem e feliz.
Naquele momento Maria sorriu e junto connosco voltou ao acampamento, enquanto apareciam os primeiros raios de sol que lhe aqueciam e afagavam o coração.



Álvaro Gonçalves

19 comentários:

MARTA disse...

Que lindo...os textos sempre tão cheios de paz, de amor e carinho...
Sim, bastou um sorriso de alguém para que o meu dia ficasse mais alegre...
Obrigada pela visita
Beijos e abraços
Marta

Sol da meia noite disse...

Meu bom amigo
Texto de coragem, com palavras de doçura desenhado...
Obrigada por mo teres dado a ler, obrigada pelas tuas palavras no Sol.
Fica bem.
Beijos mil

Alice Matos disse...

A partida pode doer tanto... tanto... A saudade pode tornar-se insuportával... Mas os anjos que nos cercam ajudam-nos a caminhar de novo... com novo propósito de viver...

BEIJINHO MUITO GRANDE PARA TI...

Isabel-F. disse...

uma linda e doce história ...

gostei tanto ....

______________________________


porque julgo que será assunto do teu interesse

Petição em Prol das Crianças Vítimas de Abusos Sexuais

vê no meu Blog pfvr

bjs e continuação de bom domingo

somentebia disse...

Atualizando a leitura... textos que encantam o olhar, enternecem o coração e perfumam a alma! Tudo tão lindo, amigo querido, com essa tua marca de sensibilidade em colocar em palavras os tesouros de tua sabedoria.

Obrigada, meu anjo, pelas tuas visitas sempre tão cheias de carinho e Luz.

Desejo que os raios de sol "que lhe aqueciam e afagavam o coração" possam também aquecer as horas dos teus dias, trazendo para ti a certeza de ser um SER especial aos olhos do Pai.

Ficam pétalas perfumadas de carinho, um beijo no teu coração, e o desejo de uma semana iluminada de amor e sorrisos.

as minhas palavras disse...

LINDO LINDO!

Meu anjo, obrigado do fundo do corção pela força que sinto que vem da tua parte, é uma enorme alegria poder contar contigo, com o teu apoio.

Um beijo grande de saudade!

Betty Branco Martins disse...

Querido Álvaro




______________que bela história de amor



repleta de ternura e de




______esperança____





_______o amor




é o que de
mais belo



a vida tem






beijO c/ carinhO

Isabel disse...

Que Paz que sinto no fim de ler o que escreves.
A tua escrita enche-me o coração de humildade e amor que ele deve ter.
Obrigado, Álvaro, por seres o ser lindo que és.

Bjnh

margusta disse...

Meu querido amigo Alvaro...Meu doce amigo de há muito tempo...venho pedir-te desculpa pela ausência, mas a falta de tempo e uma tristeza por certas coisas que me desagradaram por aqui, e me magoarm muito... levaram-me a um afastamento...eu sei que os amigos não têm culpa........eu sei...perdoa-me....vou continuar por cá...mas a um ritmo muito lento...
Não li o teu textto..porque passo á pressa só para matar saudade...mas vou cheia dePaz..por tudo..pela música que escutei e levo no coração...

Abraço-te com carinho ..meu anjo Álvaro!...

Anónimo disse...

Texto lindíssimo,com alma e coração! E quem escreve assim,revela grande alma e sensibilidade extrema..
Deixei as lágrimas rolar... porque verdadeiramente senti o meu coração chorar! Puro sentimento de quem ama verdadeiramente também e sente estas palavras, assim desta forma.. Fico feliz pela tua existência, por fazeres sonhar e imaginar!Obrigada

Menina do Rio disse...

Vim te deixar um beijo e te desejar um feliz final de semana!

malmequer disse...

Acabei de descobrir um lugar onde me posso abrigar nos dias de tempestade, de frio, de solidão... Um lugar onde a minha alma se encontra com a tua e juntos aquecemos o coração... Jamais sentirei fome ou sede porque te encontrei, porque me estendeste a mão quando de ti precisei... Sou a tua flor,uma vida perdida,sem fim... mas quero fazer parte do teu jardim... e mesmo assim se sentir frio, deixa-me entrar no teu abrigo e sentir o calor dos teus braços, das tuas palavras... não me mandes embora sem sentir que juntos a nossa caminhada será mais firme,maravilhosa e eterna... sou um malmequer, flor simples, mas nem sempre valorizada, depende dos olhos que me sentem e das mãos que me tocam...Fica comigo trata-me com cuidado e ficarei no teu jardim, eternamente a adorar quem tão bem tratou de mim....

Daniel Aladiah disse...

Caro Álvaro
O amor entre os Homens é uma das tuas marcas, e bem-hajas por isso!
Festas felizes!
Um abraço
Daniel

somentebia disse...

Não encontrando nova postagem, deixo-te pétalas perfumadas de carinho, um beijo no coração, e o desejo de que estejas bem, amigo querido, e que as horas dos teus dias estejam iluminadas de alegria, de paz e de muito amor.

Marlene Maravilha disse...

Nao existe nada mais lindo do que fazer diferenca mostrando paz e amor!
Estava com saudades meu lindo!!
Que Deus te abencoe a cada dia com a sua Luz brilhando cada dia mais no teu interior!!
beijos beijos e beijos e xi-coracoes

LuzdeLua disse...

Encontrei-te de novo. E pela beleza destes posts estás muito bem amigo. Que paz deliciosa, as músicas, o texto. Perfeito como sempre.
Deixo-te beijos com carinho.
Bjs

***Serena*** disse...

Meu Querido e adorado amigo...
Tão lindo o teu sentir, tão belo o teu amar...
Não estou mais em minha casa, talvez lá volte um dia , mas tu estarás sempre no meu coração
E eu aqui estarei sempre ao vosso lado , acompanhando-te e a quem nos acompanha nesta tão crente caminhada
Meu Amigo, espero que estejas bem de saúde,desejo-te umas boas festas e tudo de muito bom!
Por Um Momento aqui estive,e aqui continuarei , pois tu estarás sempre comigo Grande Amigo do meu coração
Beijo Imenso de carinho e afeição em ti meu Amigo que tanto estimo
(*)

Fátima disse...

Querido Álvaro, que texto maravilhoso, que história comovente de esperança e coragem... Escreves maravilhosamente e com muito sentimento.

Bjinhos cheios de carinho ♥

malmequer disse...

Maravilhoso coração que sente assim desta forma... Encanto e magia nas palavras e mensagem tão real... Meu porto de abrigo, como eu te sinto e me identifico nesta pura poesia que vem da alma... Reconfortante calor que se sente meu coração... puro aconchego que se traduz na minha vontade de me encostar ao teu peito e ouvir as batidas que vêm de dentro... só... isso já seria tão bom e perfeito... encontro de duas almas perdidas e assim reconfortadas...a paz que necessito e pressinto... doce anjo guardião, que maravilhoso coração!!! Sinto que cuidas de mim e eu sou tão feliz assim...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...