quinta-feira, 24 de julho de 2008

A PAZ QUE TRAGO EM MEU PEITO
A paz que trago hoje em meu peito é diferente da paz que eu sonhei um dia... Quando se é jovem ou imaturo, imagina-se que ter paz é poder fazer o que se quer, repousar, ficar em silêncio, e jamais enfrentar uma contradição ou uma decepção. Todavia, o tempo vai nos mostrando que a paz é resultado do entendimento de algumas lições importantes que a vida nos oferece.
A paz está no dinamismo da vida, no trabalho, na esperança, na confiança, na fé...
Ter paz é ter a consciência tranquila, é ter certeza de que se fez o melhor ou pelo menos tentou.
Ter paz é assumir responsabilidades e cumpri-las, é ter SERENIDADE nos momentos mais difíceis da vida.
Ter paz é ter ouvidos que ouvem, olhos que vêem e boca que diz palavras que constroem.
Ter paz é ter um coração que ama....
Ter paz é admitir a própria imperfeição e reconhecer os medos, as fraquezas, as carências...
Ter paz é não querer que os outros se modifiquem para nos agradar, é respeitar as opiniões contrárias, é esquecer as ofensas.
Ter paz é brincar com as crianças, voar com os passarinhos, ouvir o riacho que desliza sobre as pedras e embala os ramos verdes que em suas águas se espreguiçam...
Ter paz é aprender com os próprios erros, e dizer não quando não se quer dizer...
Ter paz é ter coragem de chorar ou de sorrir quando se tem vontade, é ter forças para voltar para atrás, pedir perdão, refazer o caminho, agradecer...
A paz que hoje trago em meu peito é a tranquilidade de aceitar os outros como são e a disposição para mudar as próprias imperfeições.
É a vontade de dividir o pouco que tenho e não me aprisionar ao que não possuo, é melhorar o que está ao meu alcance, aceitar o que não pode ser mudado, e ter lucidez para distinguir uma coisada outra. É admitir que nem sempre tenho razão e, mesmo que tenha, não brigar por ela. A paz que hoje trago em meu peito é a confiança em Deus, naquele que criou e governa o mundo. A certeza da vida futura e a convicção de que receberei, das leis soberanas da vida, o que a elas tiver oferecido.


Texto de Marcelo Celente



Meus ANJOS, hoje trago mais um vez a PAZ EM PEITO, mas hoje trago-a nas palavras deliciosas e doces de Marcelo Celente, mas esta PAZ que trago é também a PAZ que quero transpor para vós, para vossos CORAÇÕES QUE TANTO AMO e ESTIMO, ANJOS que em meu viver me acompanham e ao qual devo muito.
Quero ainda que a sintam tanto ou mais que eu, um ser tão simples quanto complicado, um ser que vive, que ama, que finalmente é feliz pelo que é e por tudo que faz ou até mesmo deixa de fazer, este sou eu, um ser meio assim, meio sem palavras, um ser que se revela e renova a cada instante da vida, pois sou sol que brilha lá no horizonte, sou gota de orvalho que cai num rosto solitário, sou arco – íris após um temporal, sou assim como me vêem e me sentem, um ser que se alegra com cada momento da vida, sou também um pouco de cada um de vós, sou brisa que em vosso rosto sopra e acaricia e vos diz: - ESTOU AQUI, se de mim precisarem.
Mais uma vez, quero aqui dizer que vos amo muito e agradecer todo o vosso amor e carinho.
Beijos de luz feitos amor em vossos corações.


Álvaro Gonçalves

9 comentários:

Pipocas disse...

Paz... como eu me sinto bem com a Paz... livre, suave, tenra. Gosto da Paz, gosto de a sentir bem perto de mim. Faz-me crescer, pensar positivo. Faz-me até sonhar. Como tuas palavras são cada vez mais lindas. Como eu tinha saudades de c
a vir! Desejo-te - meu anji, um bom fim de semana com amor, saúde e Paz... :)

Marlene Maravilha disse...

"Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; nao vo-la dou como a dá o mundo. Nao se turbe o vosso coracao, nem se atemorize." Joao 14.27
Amei o texto e uno-me a ti para cada dia estarmos mais a disfrutar desta paz genuína.
Beijo enorme meu querido amigo!
Deus te abencoe!

Eärwen Tulcakelumë disse...

"O que embeleza o deserto é que em alguma parte dele esconde-se um poço de água." (Exupéry)


Que a paz que aqui transmites seja multiplicada pata ti meu querido Amigo.

Pérolas incandescentes de carinho amigo e luz.

Eärwen

Fátima disse...

Querido Álvaro és um ser com um coração lindo e transmites muita paz e harmonia. Faz bem vir aqui!

Bjinhos de Luz. ♥

Marta disse...

Texto lindo - sozinho não estás, pois prezo muito a tua amizade....
Não tens aparecido por lá e eu tenho estado um pouco adoentada e nervosa...
Um xi muito grande...
Até já...
Beijos e abraços
Marta

Isabel-F. disse...

concordo em abosluto com este teu maravilhoso texto.
parabéns por ele.



beijinhos e um bom fim de semana

**Je Vois la Vie en Vert ** disse...

"La paix n'est pas l'absence de guerre, c'est une vertu, un état d'esprit, une volonté de bienveillance, de confiance, de justice."
Baruch Spinoza - 1632-1677

Fico feliz por te sentires em Paz !
Um beijo amigo da Verdinha

Marta disse...

Um abraço muito grande...
Beijos e abraços
Marta

Daniel Aladiah disse...

Caro Álvaro
As tuas palavras são sempre uma fonte de paz. Bem hajas!
Um abraço
Daniel

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...