quinta-feira, 2 de abril de 2009

TENTEMOS MUDAR UM POUCO…
Chegámos mais uma vez a uma daquelas alturas do ano em que se vê o mundo ficar todo tão bonzinho, todos são lindos e amáveis, todos são caridosos, é também a altura em que se vê romarias e rezas, todos “vão ás suas missas” “batem no peito” e finalmente acaba e tudo fica exactamente como estava antes, todos falam mal uns dos outros, a libertinagem reina, a guerra prolifera, a fome aumenta, o desemprego é cada vez maior, os ricos cada vez mais ricos, os pobres cada vez mais pobres, os remediados ou classe média cai a pique, a exploração de seres humanos aumenta, desgasta-se cada vez mais o planeta, gasta-se cada vez mais agua desnecessariamente esquecendo-nos que este é o maior bem que o ser humano tem e precisa e que está rareando cada vez mais, destrói-se florestas, o pulmão do planeta vai desaparecendo e tudo isto para quê?, para uns enriquecerem cada vez mais e outros se tornarem escravizados desses ricos que se esquecem que vão acabar todos da mesma forma, por muito que possam ter, todos acabamos da mesmíssima forma, ou seja pó.
Claro no meio disto tudo à sempre excepções à regra, mas mesmo esses são tão poucos que por muito que façam nunca será o suficiente, mas o meu agradecimento a esses e meus amigos força, continuem, pois mesmo que sejam poucos, sempre são alguns e quem sabe se os outros não lhes seguem o exemplo.
Não sou santo nem estudo para isso, longe de mim ser santo, tem vezes mesmo que afirmo que ser santo deve ser muito chato, afinal ser santo é um trabalho chato e muito aborrecido, pois sempre estamos ouvindo alguém pedir isto e mais aquilo e não se chega para as encomendas, além do mais no Céu não há quase ninguém, é tudo muito calmo (eu sempre imagino o céu como alguém tocando harpa e outros escutando, não que não goste de harpa, mas tudo que é demais também aborrece, não acham?) e eu gosto de um pouco de agitação, um pouco de salero por isso chego mesmo a dizer que não vou para o céu e sim para o inferno onde está quentinho e onde todo o mundo vive à grande e à “francesa”. Isto tudo porque gosto de brincar, pois céu e inferno só existem na mente de cada um e mesmo assim são coisas que a existirem existem e são mesmo aqui na terra, afinal somos nós quem construímos o bom e o mau, temos esse livre arbítrio.
O que quero dizer é que BASTA, CHEGA de sermos todos uns “santinhos de pau oco” e andarmos em rezas e romarias e depois fazermos exactamente o que não gostaríamos que nos fizessem a nós, sim porque quando a dor, o sofrimento bate à nossa porta aí sim, nos lembramos de como não é bom sentir tais coisas, mas aí já pode ser tarde, pois quando o mal chegar, ele chega para todos, pena é que não esteja como espada sobre as nossas cabeças nos lembrando apenas que ou te portas como deve ser ou a espada vai cair, e tua cabeça vai rolar, sim porque já chegámos ao ponto de só nos lembramos que não gostamos de algo quando ela paira sobre nossas cabeças feito abutre à espera de carne putrefacta, será que vai ser preciso o mundo ficar pior para nos lembrarmos que tudo o que existe não é nosso, foi-nos dado, não comprámos, o planeta não nos vendeu oxigénio, nem agua, nem comida, mas claro, temos de trabalhar para conseguir obter essas coisas, pois nada como sermos um pouco úteis uns aos outros, temos de fazer algo para dar de volta ao planeta tudo aquilo que ele nos dá, temos de ajudar o outro, o nosso vizinho se queremos ser ajudados um dia, temos de nos lembrar que um dia podemos ser nós a precisar e nessa altura pode já não haver ninguém para ajudar.
Não sou pessimista, já fui, sou realista e muito mesmo, não sou de falinhas mansas, sou do tipo que quando tem algo para dizer, digo e não deixo que os outros o digam por mim, sou do tipo que se for para calar calo, mas se é para falar, ou fazer algo, faço, não vou em cantigas, já fui, por vezes sim, é verdade encosto-me um pouco, mas a minha consciência é feita da mesma matéria da do cérebro de uma galinha, então logo ela vai doer, e quando dói, dói mesmo a valer, por isso se me encosto por algum tempo acabo ficando doente comigo mesmo e acabo por me mexer, por fazer algo para que não volte a encostar-me à sombra da bananeira à espera que as coisas aconteçam ou apareçam feitas. Por isso se alguém se sentiu “magoado”, ofendido, triste ou estranhou mais uma vez a minha sinceridade e frontalidade, lamento, talvez seja porque nunca ninguém teve a coragem de dizer na cara o que realmente acontece nos dias de hoje, e porque também você está cego e não vê o que o rodeia.
Por isso a minha proposta a todos que por aqui passam e se dão ao trabalho de me ler, é que não sejamos bonzinhos nestas alturas, pois o espírito da Páscoa, tal como o de Natal deve ser todos os dias e não um dia, ou dois no ano.
Tentemos mudar um pouco, tentemos partilhar com os outros o pouco ou o muito que temos, ajudemos os outros, sejamos solidários o ano todo, sejamos renascimento e recomeço todos os dias, sejamos fraternos, sejamos esperança para quem de nós precisa e até mesmo para connosco.
Vamos dar uma chance de nos melhorarmos, de dizer sim à vida e ao amor, sejamos mais felizes hoje que ontem porque nos conhecemos um pouco melhor.
Tudo isto é fácil dizer, fácil de escrever, por vezes difícil de fazer, mas é aí que reside o nosso grande desafio, a nossa grande alegria de sermos diferentes daquilo que somos actualmente.
Um beijo cheio de amor e muito carinho em vossos corações.


Álvaro Gonçalves

11 comentários:

Veronica Almeida disse...

Como é bom te ver! Já tinha saudades de ti. Um texto muito bom e que nos faz pensar.

Olha querido, em finais de maio, será publicado o meu primeiro livro de poemas, com lançamento pra junho e vai ser ai em Portugal. Pena que não vou estar, senão a gente se conhecia.

Um beijinho e vamos nos vendo

eu ele , nosso mundo disse...

Sou tao simples ao escrever, toa palido em relacao a todas as cores de seu conhecimento, fico acanhado.
Obrigado pelo elogio, fiquei emocionado. Grande abraco. Paulo

Beatriz disse...

Meu querido amigo, admiro cada vez mais as tuas postagens, onde falas à tua maneira sincera e profunda sobre os comportamentos, sobre as relações, sobre a tua visão de como anda o mundo ou como as pessoas se comportam nestas épocas tradicionais onde o consumismo se sobrepõe à verdadeira face do acontecimento. Tuas reflexões, tão pertinentes, nos chegam de sopetão, sem aviso, sem mascaramento, apenas tu, meu querido, falando daquilo que te incomoda, que te faz dos eixos, que te põe na ativa para 'rasgar o verbo' sobre as coisas que observas com tanto empenho.

Sempre que te leio, e o faço sempre com muito interesse, aprendo muito sobre o comportamento humano, sobre os interesses que permeiam as relações, sobre sentimentos e emoções, e saio daqui enriquecida.

Não deixes nunca, meu anjo, que te cerceiem esta forma sincera e 'explosiva' de se posicionar frente à vida. São estes teus momentos de 'arroubo' que nos trazem reflexões tão profundas.

Feliz, amigo querido, de ver-te novamente em cena.

Deixo um ramalhete de flores do campo para perfumar esta tua alma já tão perfumada de amor, e um beijo nesse coração tão lindo. Te adoro, viu?

Fica em paz... mas pensa bem para onde queres ir um dia (bem distante, desejo), pois acredito que o 'céu' ainda é melhor do que o 'inferno' do qual falas... rs. Acredite que não é somente a harpa que impera como instrumento lá no paraíso. Há de se crer que também tocam piano, violão, cavaquinho, acordeão, sax, enfim, uma gama de instrumentos musicais, e que diversos ritmos animam as 'festas' que os anjos e santos mais 'moderninhos' devem promover... rs.

Outro beijo, meu anjo, com meu carinho.

Fragmentos Betty Martins disse...

.________querido Alvaro




tens toda a razão______pois nós vivemos numa sociedade bem-hipócrita



_______.quem atinge o sétimo céu da solidariedade humana__________?
___.apenas quando vêem
a terra ensopada de sangue.____________


imagens______armas contundentes

.aparece de todo o lado
gente-sofredora de histeria-esmoler
esvaziando.os.seus.sacos________particulares de piedade
dando esmolas
.imensas esmolas

uiva o vento______numa tentativa de sacudir
as.mentes.apodrecidas

.___________dos seus coxins superiores de nuvens-fofas num céu_______à la carte




________///




muito amor para ti___meu querido








beijO______ternO
bFsemana

a guardiã disse...

a sociedade discrimina quem é diferente não é verdade, e mudar custa, daí que quase toda a gente prefira encostar-se e continuar a descansar à sombra da bananeira, mesmo quando vê que tudo à sua volta está a ruir...

mas a mudança começa num gesto, num pequeno passo... estará a humanidade agora pronta para ele?
(ele que já deveria ter sido dado há tanto, mas tanto tempo atrás...)

um beijo doce *

Marlene Maravilha disse...

Meu querido amigo!
Eu assino o post contigo, em número e grau!!!!A única diferenca é que eu quero ir mesmo para o céu!!! kkkk
Convido-te para comeres comigo no dia 13 um café com bolo virtual, e comemorar meu aniversário!
beijo enorme e Feliz Páscoa todos os dias!!!!!!

Daniel Aladiah disse...

Caro Álvaro
Mais uma mensagem poderosa da tua pena. Só o nosso comportamento de acordo com as nossas "lindas" palavras, nos pode salvar.
Boa Páscoa
Abraço
Daniel

Eärwen Tulcakelumë disse...

Querido Amigo Anjo,

Sabias são tuas palavras e por certo devemos mesmo viver essa ressurreição o tempo todo e não somente na época da Páscoa... Feliz são aqueles que entendem e podem vivenciar essa diferente forma de comemorar...

Venho das terras de fogo desejar uma Feliz Páscoa na forma de uma pérola incandescente de renascimento que entrego em tuas mãos.

Com carinho

Eärwen

Je Vois la Vie en Vert disse...

Amigo Álvaro,

Só são santos os santos mesmos....

Aproxima-se uma data que é para mim muito importante porque vamos festejar o dia da Ressurreição de Jesus mas se quiseres ler a minha última postagem, verás que respeito as crenças dos outros e que este dia também pode ser uma ressurreição de muitos sentimentos !

Feliz Páscoa para ti !

Para mim será uma Santa Páscoa porque há um ano nesta data, Deus deixou-me um belo sinal !

Peço desculpa porque apercebi-me que quase só falei de mim hoje... mas sei que és querido e não me levas a mal !

Beijinhos da

Verdinha

Marta disse...

Belo texto...
Desculpa a ausência, mas nem sempre consigo entrar no teu blog...
Passa pelo meu blog...
Beijos e abraços
Marta

Beatriz disse...

Relendo e partindo... mas deixando uma rosa azul, um sorriso colorido e um beijo no teu coração, com carinho.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...